Biografia

O DS surgiu inicialmente como um projeto musical, fundado por membros da Falciferi Cathedrae, um Coventículo de praticantes da Arte das Bruxas, no ano de 2010, com o propósito de proporcionar música ritualística voltada a prática da bruxaria e das crenças ocultas brasileiras. 

O som experimental, reúne o sagrado e o profano com ritmos tribais, músicas e cantigas de práticas mágicas (algumas tipicamente brasileiras, como kimbanda e catimbó). Unidos aos genêro musical dark ritual ambient e o Dark Folk ilustram o obscuro mundo de uma bruxa. 

O nome do projeto vem da planta Datura Suavolens, planta que os sacerdotes astecas usavam para se comunicar e para receber mensagens dos deuses. Uma pequena porção da planta é usada pelo povo Navajo como uma proteção contra feitiçaria e mau olhado, era chamada de "Erva Iluminadora". Na Mitologia greco-romana é ligada a Hades, Hecate e [especialmente] Saturno. Curandeiros e adivinhos buscavam inspiração nessas visões. Ritos de iniciação, bem como de passagem de condições de crianças para adultos, envolviam o uso de preparados dessas plantas. Dentro da bruxaria esta planta pode abrir as portas do Sonhar, possibilitando o acesso às conclaves do Sabbat das Eras.